Você já pensou que seu consultório pode estar mal administrado?

02 ago

Quando decidimos abrir um consultório, são tantos assuntos que precisam ser avaliados que, as vezes, até nos arrependemos de ter começado mas, como não desistimos nunca, vamos em frente!!!

As dúvidas mais comuns são: será necessário abrir uma empresa? Qual o local apropriado para abrir? Será alugado ou próprio? O local precisará de reforma? Qual a cor do mobiliário? Que equipamentos serão necessários? Quais licenças são necessárias para operar? Qual a melhor estratégia de marketing para atrair pacientes? Será necessário contratar uma consultoria de marketing? Terão funcionários? Será aceito ou não pagamento em cartão? O consultório irá abrir todos os dias?…entre outros tantos assuntos que precisam ser pensados e planejados.

E o que eles todos têm em comum?? Custam dinheiro!!!!!!

Por isso é tão importante pensarmos em um planejamento e controle financeiro desde o início do projeto de abertura de um consultório (ou qualquer outro negócio).

Vejamos:

  • Na fase inicial, é fundamental sabermos quanto iremos gastar de investimento inicial para deixar o consultório pronto para atendimento e se dispomos desse recurso.
  • Após esse levantamento, devemos fazer uma projeção conservadora de quanto de receita o consultório irá gerar (no mínimo, para os próximos dois anos) e também, de quanto de despesas mensais serão necessárias para manter o consultório operando (sempre lembrando que além das despesas, temos os impostos que também precisam ser considerados).
  • Levantamentos feitos e projetados, chega a fase da análise dos dados. O consultório irá gerar lucro suficiente para pagar as contas? Quanto irá sobrar para você? Quanto tempo levará para que o investimento inicial seja recuperado? Temos condições financeiras para “segurar as pontas”?
  • Chega a hora de decidir: A- Vamos em frente! B- Acho que não é o momento, vou me capitalizar primeiro C- Não era o que eu esperava, vou desistir do projeto.

Se a decisão for, vamos em frente, chega o momento de controlar as finanças para acompanhar se o planejamento está sendo cumprido, corrigir as rotas quando necessário e ter segurança que o dinheiro não está se perdendo. Acreditem, um consultório que não tem controles financeiros, tem 99% de chances de estar perdendo dinheiro, seja com receitas que não entram no caixa ou despesas desnecessárias sendo gastas.

Muitas vezes, quando a situação é confortável e estamos ganhando dinheiro, temos o hábito de “afrouxar as rédeas” e perder o controle. O problema é que, em situações de imprevistos ou mudança de cenário, não sabemos o que fazer já que faltam informações do histórico, ou seja, só sabemos que ganhávamos dinheiro, mas não como isso acontecia.

Para que isso não aconteça, planeje e controle suas finanças sempre!

Um forte abraço e todos!!

Renato Marques – Sócio/Diretor de Planejamento Financeiro

Relacionados

Leitores também acessaram: